layouts (cópia) 5 (6)

Gerenciamento de Riscos: como identificar e mitigá-los

No artigo anterior exploramos o conceito de gestão de riscos como a série de ações preventivas visando reduzir incertezas e imprevisibilidades nos processos da empresa, de forma a buscar o equilíbrio entre os objetivos estabelecidos e os riscos a eles relacionados.

Neste artigo vamos apresentar a você o modelo de gestão de seis etapas e seus detalhes, buscando contribuir, assim, para melhor identificar e mitigar os riscos na sua empresa.

layouts copia 4

1. Identificar as ameaças de forma conjunta

A partir da reunião dos principais executivos e demais colaboradores pertinentes, esta etapa visa a antecipação de possíveis situações que possam prejudicar de forma grave a vitalidade da empresa. A ideia aqui é que os envolvidos apresentem seus pontos aos demais e, juntos, avaliem esses riscos em relação à empresa como um todo.

2. Categorizar os riscos e estabelecer as áreas líderes

Podem ser de diversos tipos, como por exemplo:

. Financeiros: alta dos juros, inflação, falta de crédito

. Operacionais: greve, falta de energia, atrasos no escoamento de mercadorias

. De mercado: falta de matéria prima, diminuição da demanda, chegada de um novo concorrente

A partir da classificação dos riscos elencados pelo grupo, defina quais áreas da empresa devem liderar o projeto de mitigação de riscos.

3. Analisar as ameaças e estabelecer comitês de análise

A partir da classificação dos riscos, crie comitês para cada um, de forma que estes fiquem encarregados de analisar todos os fatores envolvidos.

Algumas perguntas que podem nortear a prática são: O que pode deflagrar esses riscos? Quais as consequências para a empresa, caso ocorram? Como prever que podem estar próximos de acontecer? Como esses riscos costumam ser tratados? A empresa já passou por um deles? Como reagiu? Quais os resultados?

4. Priorizar os riscos

É comum que nem todos os riscos possam ser tratados simultaneamente. É por isso que uma classificação se mostra fundamental para saber quais são suas prioridades.  Para isso, use a matriz de priorização de riscos abaixo:

layouts copia 5

5. Tratamento dos riscos

Esta etapa visa determinar as medidas protocolares para evitar os riscos e, caso estes ocorram, qual o processo que se estabelecerá para lidar com eles.

6. Monitoramento dos riscos

A atividade deve ser guiada por um plano de gerenciamento, de forma a acompanhar constantemente os riscos categorizados bem como o protocolo de prevenção e tratamento destes.

Faça a sua gestão de riscos e conformidades na nossa plataforma de governança, o iGRC

Com ele você também pode identificar seus processos de negócio, realizar análises de riscos, gerenciar seus planos de ações, criar fluxos de trabalho, automatizar fluxos com uso de RPA e mais, tudo em uma única ferramenta. Entre em contato conosco e saiba mais.

plugins premium WordPress